Peeling de Diamante, como é feito?

O Peeling de Diamante é um peeling físico, ou seja, utiliza um equipamento com ponteira diamantada afim de promover uma micro-esfoliação da pele. Entre os principais objetivos do procedimento estão a remoção das células mortas que ficam na camada mais superficial da pele e a estimulação à produção de colágeno. O tratamento é indicado para o tratamento de pele oleosa, acne facial, cicatriz de acne, manchas na pele, sardas, pequenas rugas, poros dilatados,estrias e queloides.

Benefícios do Peeling Facial

É um procedimento que possui o intuito de renovar células, devolver a elasticidade, estimula a formação de colágeno, clarear manchas e amenizar as rugas e linhas de expressão. Ajuda ainda no controle da oleosidade e na prevenção e no tratamento de acnes poros dilatados.

O Peeling de Diamante consiste em uma microdermoabrasão superficial na qual se utiliza a ponteira de um aparelho para promover a esfoliação. Esta pode ser mais ou menos intensa dependo da finalidade e do local tratado. Podendo ser feito junto com a Limpeza de Pele ou tratamentos isolados como em tratamentos de clareamento de manchas ou rejuvenescimento.

Sessões de Peeling de Diamante

“O numero de sessões varia de 3 a 5, de acordo com o caso, com periodicidade quinzenal”, Caso o paciente queira apenas a renovação da pele, três sessões bastam. Quem precisa aliviar a aparência de cicatrizes de acne, estrias e poros muito abertos deve fazer pelo menos cinco sessões. Cada sessão dura em média 30 minutos.

O paciente deve hidratar a pele durante uma semana com hidratantes recomendados pelo médico ou esteticista para o período após o peeling, em geral esses produtos ajudam também na regeneração da pele. recomendo o uso de água termal, cuja principal função é acalmar a pele, à vontade. O uso de ácidos só deve ser retomado após sete dias, pois a pele estará sensibilizada. O rosto deve ser lavado com sabonete neutro por um período de sete dias após o procedimento.

Contraindicações do Peeling de Diamante

Para peles sensíveis, acne, rosácea, herpes cutânea em atividade. O peeling de diamante e qualquer outro tratamento que faça o lixamento da pele não são boas opções, pois é grande o risco de a pele ficar ainda mais irritada. Peles com inflamações, como uma acne amarelada, por exemplo, também não devem passar pelo procedimento sob o risco de aumentar a inflamação ou mesmo espalhar micro-organismos pela pele. Caso haja microlesões em outros locais, pode haver o surgimento de novas acnes.

É necessário que um dermatologista faça uma avaliação detalhada da pele antes da aplicação do peeling de diamante, principalmente em peles envelhecidas, com maiores chances de lesões. “O dermatologista deve avaliar se não há nenhuma lesão pré-cancerígena ou já cancerígena, pois nesse caso não é indicado o Peeling de Diamante”.
Grávidas podem fazer o tratamento, mas sempre é indicado a mulheres gestantes que consultem o médico antes de passar por qualquer procedimento estético.

A atenção deve ser redobrada caso seja feita a associação de cosméticos ao peeling de diamante.

Cuidados antes do Peeling de Diamante

É recomendada a suspensão do uso de ácidos, como por exemplo o ácido retinoico, de 24 a 48 horas antes do procedimento, pois são componentes que deixam a pele mais sensível. Além disso, a paciente deve questionar o seu dermatologista sobre outros produtos que devem ser suspensos antes das sessões.

A aplicação do Peeling de Diamante é eficaz no tratamento contra rugas, acne, manchas e até estrias. Você pode agendar sua sessão de peeling e outros tratamento facias e corporais em Bauru, com a Rosana Souto Esteticista.